English Español Italiano Português
História Cultivo Celular T.E. Informações Técnicas Pedidos HOME Contato
           | CULTIVO CELULAR |BULAS|


SORO FETAL BOVINO


 









PARA SOROS EQUINOS: EIA - Anemia Infecciosa Equina

BACTERIÓFAGO: Investigação em culturas usando uma variedade E coli tipo K-12

HEMOGLOBINA: A concentração de hemoglobina no soro é determinada por método colorimétrico através de ensaio onde se mede a atividade de peroxidase da hemoglobina usando orto-toluidina como substrato.

ELETROFORESE DE PROTEÍNAS: Examinado pelas características do padrão proteico em fitadeacetato de celulose e tampão barbital em pH 8,6.

TESTE EM CULTURA CELULAS:
Os soros são testados em concentrações de 5 a 30% a fim de promover a repicagem de 10 gerações de subculturas.

OSMOLARIDADE: Mede-se comparativamente com o ponto de fusão de água e de soluções padrões, onde o ponto de fusão da água é 0°C e de uma solução salina em concentrações de 1mOsm/KgH2O tem um ponto de fusãode -1,858°C.

INATIVAÇÃO PELO CALOR:
O soro é inativado à 56°C por trinta minutos.

ESPECIFICAÇÕES: Cada soro relacionado e testado como um suplemento promotor do crescimento para meios definidos. A escolha de soro está relacionada com:
· Tipo de linhagem celular
· Tipo de Cultura
· Composição química do meio
· Objetos da investigação ou utilização

APRESENTAÇÃO: Frascos de 10, 100 e 500 ml
VALIDADE: Dois (02) anos
CONSERVAÇÃO: Estocar os soros à -20°C. Evitar descongelar o soro várias vezes. Se essas condições não forem mantidas poderão ocorrer alterações na qualidade do soro.(02) anos

 
A coleta, manipulação. processamento e estocagem são conduzidos de maneira a manter as propriedades e qualidades do soro. Cada lote é acompanhado de um certificado contendo todos os dados dos testes bioquimicos realizados nos soros.

ORIGEM: Os lotes de soros são originados de sangue total coagulado de lotes de doadores ou de abatedores oficiais.

MÉTODO DE COLETA: São coletados de forma asséptica, por punção cardíaca ou venosa.

TAMANHO DO FILTRO FINAL: Todos os soros são filtrados em pelo menos três membranas de acetato de celulose de porosidade inferior à 0,22
µm.

ESTERILIDADE: Todos os lotes de soros são testados para detectar a presença de bactérias, fungos e outros agentes adventícios.

MYCOPLASMA: Cada lote é testado para detectar a presença de Mycoplasma, em meio líquido e sólido durante 14 dias.
Controles positivos são inoculados e culturas paralelas.

PESQUISA DE AGENTE VIRAIS:

PARA SOROS BOVINOS: BVD -Diarréia Viral Bovina, IBR - Infecção Bovina Rhinotraqueite, P13 - Parainfluenza Tipo 3 Anticorpos, Anti-Via, Febre Aftosa.


SORO FETAL BOVINO  - ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS


SORO FETAL BOVINO
VALORES PADRÃO
Proteinas Totais
3.5 g/dl
Albumina
1.8 g/dl
Globulina
0.1 g/dl
ß Globulina
1.3 g/dl
µ Globulina
0.3 g/dl
Glicose
66 mg/dl
Uréia
36 mg/dl
Creatinina
2.9 mg/dl
Hemoglobulina
<10 mg%
pH (25oC)
7,20
Osmolaridade
322 mOsm/Kg.H2O
Esterilidade
Ausencia de Agentes Adventícios (Sabourad e Tioglicolato)
Mycoplasma
Não detectada (Meios: Líquido-U9, sólido A-7)
Anticorpos Ig G
Não detectada (Imunodifusão radial)
Anticorpos Anti-VIA
Não detectada (Técnica de Soroneutralização)
Anticorpos Anti-IBR
Não detectada (Técnica de Soroneutralização)
Anticorpos Anti-BVD
Não detectada (Técnica de Soroneutralização)
Anticorpos anti-BTV
Não detectada (Técnica de Soroneutralização)
Endotoxinas
<- 1ng/ml (Teste LAL)
No. de Células Primárias
19 (Cel. de Liquido Aminiótico)
No. de Repicagens
10 (Cel. de Líquido Aminiótico)
Curva de Crescimento
CHO = 4.6.10 4 e 0.7x
Curva de Crescimento
VERO = 3.10 4 e 0.54x

SORO FETAL BOVINO VITROCELL
GARANTIA DE QUALIDADE E BONS RESULTADOS